Frase

“Opportunity is not only being in the right place in the right time but to have the courage to go to the right place when the right time comes”.


BLOG FEITO À MINHA FAMÍLIA, AOS MEUS AMIGOS, E A QUEM TIVER INTERESSE EM VIAJAR COMIGO, NESTA NOVA AVENTURA, TRABALHAR EM UM NAVIO.....

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

SPA SATURNIA – Deck 11

Nosso Time



Minha sala é a maior do Spa, não porque eu seja especial e ganhei uma sala grande. Na verdade acho q me deram esta sala porque ninguém queria mesmo. Rsrsrsr. Ela é a mais barulhenta de todas , porque a brinquedoteca é bem em cima e tenho certeza que as crianças treinam o salto triplo carpado bem no horário que eu estou atendendo. A tomada da sala fica longe do carrinho e tem um espelho gigante a mais pra limpar, mas eu gosto muito da minha sala. Aliás estou nela agora. No meu tempo de folga, que é praticamente o tempo todo, fico escrevendo no meu caderno, e qdo chego na cabine passo pro meu computador. A minha maca é a única elétrica e fica mais alta do que as outras, (minha coluna agradece), e além disso aqui é o centro de encontro das brasileiras. É aqui que arrumamos o cabelo, retocamos a maquiagem e cochichamos.
Tem também a sala chamada “Couples Room”. Tem uma vista linda para o mar e a massagem é feita em dupla, geralmente casais. Ela é maior do que a minha, mas é estreita demais para caber duas macas. Não consigo me movimentar e a Poli brinca comigo que eu faço a “dança do siri” pra passar de um lado pra outro da cama. KKK. A última massagem que fizemos juntas lá foi uma comédia. A sorte é que os clientes ficam com os travesseirinhos de lavanda nos olhos e não conseguem ver a gente rindo... rsrsrrss.






Couples Room


Percebi que eu gosto de fazer massagens. Sinto como se estivesse fazendo em mim, e viajo nos movimentos. No SPA tocamos umas músicas que passam em todas as salas, meio flauta com fundo de passarinhos e sons de água caindo. Entro no ritmo e a coisa flui. O mais legal é quando um cliente elogia no meio da massagem, aí fico empolgada e capricho mais ainda... KKK – ta parecendo que to falando de sexo! KKKKK! Mãe! Pula essa parte!!!!! KKKKKK

Ontem estava no desk com o Anderson e um espanhol chegou dizendo que já tinha marcado 2 massagens balinese. Uma ele já tinha feito o dia anterior e a outra seria hoje ás 18hs. Como ele falava espanhol, levantei pra conversar com ele porque finalmente conseguiria me comunicar com alguém. Aí ele perguntou se poderia trocar a técnica da massagem e a terapeuta, pq ele não tinha gostado. Não sabia se poderia fazer isso, mas troquei, e agendei pra mim. Qdo ele veio eu caprichei bastante, afinal não queria que ele me achasse pior do que a outra. O cara adorou, disse que minhas mão são muito boas (ó-lá, parece que estou falando “daquilo” de novo, rsrsrs), e disse também que “isso sim é que era massagem”. Fiquei tão feliz!
Qdo eu tava quase acabando a massagem, feliz da vida porque seria a primeira vez que eu iria tentar vender algum produto, já que o cara me amou, e eu meu portunhol é muito bom, ele começou a me paquerar. Perguntou: “ vc tampou meus olhos para eu não ficar te olhando?” Puts! Respondi que fazia parte do tratamento, que sempre fazemos isso para os clientes relaxarem, aí depois ele perguntou se eu era casada e aonde estava meu marido
Respondi que ele trabalhava no navio também. Ah! Fiquei puta! Terminei a massagem 10 minutos antes, parei de fazer sorriso Steiner, desisti de tentar vender alguma coisa, não toquei o sino e falei pra ele que esperaria lá fora pra ele pagar. Ah, fala sério!!! Isso só comprava a minha teoria.. aquela que a Milla acha o máximo: brasileira+massagista+tripulante= PUTA (portanto, não esqueçam disso futuras Steiner! Deixem claro, sempre, que somos profissionais........................ da massagem!!!) rsrsrsrs.
E nem gorjeta o “raio do hómi” me deu!!!

Um outro cliente estava tentando achar a porta da hidromassagem, que é escondida dentro do vestiário, e não tem placa. Ele se zangou porque não achava, e a gente não pode entrar no vestiário masculino pra mostrar... Ficou muito bravo com a gente que estava desk, e disse que ia embora e saiu adando! Eu, com meu jeitinho fofa de ser, fui conversar com ele, (em inglês). Insisti pra ele vir comigo disse que a mulher dele estava esperando ele lá, (e estava mesmo) que eu o levaria pelas caminho das salas das massagens, já que eu não poderia entrar no vestiário. Consegui convencê-lo, e ele foi meio à contra gosto. Hoje ele apareceu no SPA só pra perguntar meu nome e disse que ia votar em mim no “bravissimo”. (que é um questionário que os passageiros preenchem e votam em alguém que fez “ a diferença” no cruzeiro. Fiquei tão feliz!).


Meu amigo Andy lindo que fez

Um comentário:

  1. Se eu pegasse esse Filho da "P"...acho que eu ...&*%$%&¨%%&..

    ResponderExcluir